Analytcs

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Estudo em grupo funciona? Veja a opinião de um especialista

Uma das técnicas de estudo mais utilizadas pelos concurseiros é o estudo em grupo. Muitos recorrem a ele para otimizar e melhorar a qualidade de seus estudos, segundo o especialista Rogério Neiva, os seguintes pontos devem ser destacados:


 





  1. permite o compartilhamento de informações, em relação às quais seria demandado um tempo e esforço maior para que se tivesse o contato;



  2. implica no compromisso de estudo perante terceiros, de forma periódica e com caráter de obrigação;



  3. imposição da atividade de elaboração de textos, o que pode colaborar com a realização de questões dissertativas.



Ele ainda complementa com as seguintes dicas para neutralizar os fatores que podem comprometer a eficiência do estudo em grupo:





  1. é preciso que seja estabelecida a dinâmica a ser adotada, bem como algumas regras a serem seguidas, inclusive sanções e normas de tolerância para o caso de descumprimento, de modo a assegurar responsabilidade e compromisso no funcionamento do grupo;



  2. é preciso contar com garantias mínimas de que os membros do grupo estão com o mesmo compromisso emocional em relação à meta de aprovação, sendo dotados de vínculos de solidariedade, de modo que cada membro do grupo torça pelo sucesso dos demais, ainda que, efetivamente, subsistam dificuldades em termos de mecanismos objetivos de verificação destas condições;



  3. caso seja ajustada a realização de encontros, virtuais ou presenciais, é importante contar com regras de funcionamento e meios de controle, principalmente para se evitar a ação dos dispersores de tempo, tais como conversas desvinculadas da pauta estabelecida para o estudo em grupo, pois é natural a tentação de abordagem de assuntos fora do âmbito do conhecimento a ser estudado.



  4. por fim, lembrando as palavras de Michel Coéffé, é importante que tudo seja muito bem planejamento e organizado, ou seja, a divisão dos temas, matérias e tarefas, bem como a pauta e duração das reuniões, prazos e obrigações.



Pessoalmente sempre acreditei nessa técnica e destaco como maior problema o problema de foco dos integrantes e o comprometimento, principalmente nos grupos virtuais. Assim é importante a presença dos moderadores, que irão trazer o grupo para os objetivos fixados e distribuir as tarefas entre os integrantes.


Se você gostou da ideia participe do nosso grupo de estudos no FACEBOOK:




 

0 comentários :

Postar um comentário